Especial Coronavírus

#AnahpOrienta: conheça os cuidados relacionados ao coronavírus para hotéis e hóspedes

Alguns destinos turísticos do Brasil começam a se preparar para voltar a receber visitantes. Com medidas sanitárias que garantam uma estadia segura ao hóspede e algumas restrições de ocupação e atividades, os hotéis buscam se adequar à nova rotina imposta pelo coronavírus. 

Vale ressaltar que a pandemia ainda não está controlada, e que o ideal é esperar um pouco mais para viajar. A infectologista e consultora da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), Camila Almeida, aponta os protocolos necessários para reduzir os riscos de contaminação e também as ações que cabem aos hóspedes para contribuir para a segurança de todos.

 

Na recepção

  • Os hotéis devem medir a temperatura dos hóspedes na chegada. O uso de máscara é obrigatório para clientes e funcionários em todas as dependência do estabelecimento.

 

  • Deve-se dar atendimento preferencial a quem é do grupo de risco para covid-19, como idosos, grávidas, hipertensos, asmáticos, cardiopatas e diabéticos. 

 

  • Na chegada, o hóspede deve ser informado de todos os protocolos sanitários, bem como informar o hotel sobre sua condição de saúde, indicando se está dentro do grupo de risco e se possui plano de saúde.

 

  • Os manobristas devem higienizar volante, botões, maçaneta, sensor/chave do carro antes de dirigir o veículo e na entrega ao cliente. Também higienizar as mãos antes e depois de cada carro manobrado, além de usar máscara.

 

  • O mensageiro deve higienizar a alça da mala, o puxador do zíper e o cadeado/lacre antes e depois de realizar a entrega.

 

  • O cartão-chave deve ser devidamente higienizado ao ser recebido e antes de ser reutilizado. No check-out, recomenda-se que o cartão seja depositado em um local específico, reduzindo o contato do recepcionista com o hóspede. 

 

No quarto

  • Oferecer ao hóspede um extenso pacote de produtos no frigobar, reduzindo assim a necessidade de reabastecimento e a presença de funcionários no quarto.

 

  • Na realização de serviço de quarto, o garçom/copeiro deve entregar a bandeja na porta e não entrar no quarto.

 

  • As bandejas devem estar cobertas para proteger os alimentos durante o transporte até o quarto. 

 

  • Ao terminar a refeição, o hóspede deve deixar os utensílios do lado de fora do quarto para serem recolhidos.

 

  • Ao final da estadia, deverá ser realizada limpeza e desinfecção completa do quarto antes da entrada de novo hóspede.

 

Nos restaurantes

  • Recomenda-se substituir o esquema de buffet pelo serviço de mesa, para que os alimentos não fiquem expostos no ambiente. Comidas e bebidas devem ser entregues no ato de consumo do hóspede na mesa, servidos de forma empratada ou em pequenas porções individuais. 

 

  • Os talheres devem ser entregues junto com o prato ou embalados individualmente. Para temperos, usar sachês descartáveis.

 

  • Nos serviços de coffee-break, devem ser considerados kits individuais para reduzir o contato de pessoas próximas às mesas de serviço.

 

  • Restaurantes com espaço reduzido devem trabalhar com reserva de horários.

 

  • Retirar todos os utensílios e fazer a higienização das mesas assim que forem desocupadas e antes da chegada dos próximos clientes. 

 

No lazer

  • Brinquedotecas devem permanecer fechadas. Podem ser incentivadas atividades ao ar livre, desde que respeitem o uso de máscara e a distância mínima recomendada de dois metros das outras pessoas.

 

  • Espreguiçadeiras, esteiras e mesas nas áreas de lazer também devem ter a distância mínima de dois metros umas das outras.

 

  • Orientar os hóspedes para que tenha aglomeração e para que os móveis sejam mantidos afastados uns dos outros.