Especial Coronavírus

Autoteste de Covid-19: cinco informações importantes que você precisa saber

23 de fevereiro, 2022

Até o dia 23 de fevereiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já havia liberado duas marcas de autotestes para Covid-19 para comercialização no Brasil.  Você já sabe onde poderá comprar ou como verificar se o produto está regularizado? Sabe se o resultado serve como comprovante para eventos e viagens? Confira as respostas para essas e outras perguntas, com informações da Anvisa:

O que é um autoteste?
É um produto no qual a pessoa realiza todas as etapas da testagem, desde a coleta da amostra até a interpretação do resultado, sem precisar do auxílio de um profissional. Para isso, é fundamental seguir atentamente as instruções de uso do fabricante. No caso da Covid-19, somente os produtos aprovados com a finalidade de autoteste de pesquisa de antígeno é que poderão ser utilizados pela população em geral.

Esse tipo de autoteste para Covid-19 deve ser usado como triagem, permitindo o isolamento da pessoa o quanto antes e evitando a transmissão do vírus. Porém, o diagnóstico depende de confirmação em um serviço de saúde. Se você quiser saber mais sobre como funciona o autoteste e a diferença entre os tipos de testagem existentes para Covid-19, acesse o post do Saúde da Saúde sobre o tema.

Onde posso comprar um autoteste para Covid-19?
Os autotestes só podem ser vendidos por:
– farmácias e drogarias regularizadas junto à vigilância sanitária;
– estabelecimentos de saúde licenciados pela vigilância sanitária para comércio varejista de artigos médicos (ex.: curativos, meias de compressão, órteses etc.).

A venda online só é permitida em sites das lojas mencionadas acima. É proibida a comercialização, por exemplo, em site de e-commerce como Amazon e Mercado Livre. A Anvisa tem uma lista que é atualizada constantemente com os autotestes aprovados.

Quando devo usar o autoteste para Covid-19?
Caso apresente sintomas relacionados à Covid-19 ou se esteve em contato com alguém com diagnóstico confirmado da doença. Os sintomas mais comuns da Covid-19 são:
– febre
– tosse
– dor de garganta
– coriza
– dor de cabeça
– perda do olfato e do paladar
– dores no corpo

Pessoas com sintomas graves, como falta de ar, baixos níveis de saturação de oxigênio (abaixo de 95%), cianose (cor azulada nas unhas, pele, lábios), letargia (sono profundo), confusão mental e sinais de desidratação devem procurar imediatamente um serviço de saúde, sem necessidade de fazer um autoteste.

O período ideal para fazer o autoteste é do 1º ao 7º dia do início dos sintomas. Se a pessoa está assintomática, o autoteste pode ser utilizado a partir do 5º dia do contato com alguém infectado pelo coronavírus.

O que fazer se meu resultado do autoteste for positivo?
Você deve se isolar imediatamente, mesmo que não apresente sintomas de Covid-19. A medida é importante para evitar a transmissão do vírus. Use máscara sempre e avise às pessoas que tiveram contato recente com você para também se testarem. É recomendado ainda procurar atendimento em um serviço de saúde para confirmação do diagnóstico e, assim, receber orientações e permitir a notificação nos sistemas do Ministério da Saúde para o acompanhamento dos casos de Covid-19 no Brasil.

Para saber as recomendações do Ministério da Saúde sobre o tempo de isolamento de pacientes com Covid-19, acesse o post do Saúde da Saúde.

Posso apresentar o autoteste em viagens, eventos ou para solicitar licença do trabalho?
Não. Nesses casos, servem apenas os testes realizados por profissionais de saúde, que apresentam laudos oficiais quanto à identificação ou não do antígeno ou do material genético do vírus na amostra. Os autotestes não fornecem um diagnóstico de Covid-19 e servem apenas como triagem, para orientar a pessoa sobre o risco de transmissão do vírus e as medidas que podem ser adotadas.