Bem-Estar

Pesquisa mostra que cuidadores estão sujeitos a problemas de saúde

Cuidadores não profissionais tendem a ser mais suscetíveis no desenvolvimento de problemas de saúde. A razão: colocarem sempre o indivíduo necessitado – seja da terceira idade ou não – em primeiro lugar e deixar de lado os cuidados com a própria saúde.

Atenta a esse cenário, a farmacêutica Merck criou no Brasil (primeiro país da América Latina a receber o projeto), a iniciativa Embracing Carers, que desenvolveu uma pesquisa com o objetivo de conscientizar, debater e promover ações que atendam às necessidades dos cuidadores de idosos e outras pessoas dependentes. Além do estudo, a ação se propõe a apoiar mais políticas de conscientização sobre as demandas, incentiva demonstrações de apoio aos cuidadores nas redes sociais e conta com apoiadores globais.

A pesquisa

Como parte das ações da iniciativa, a Censuswide – empresa de consultoria e desenvolvimento de pesquisas – realizou 578 entrevistas online entre julho e agosto de 2018. A idade do público variava entre 18 e 75 anos, mas boa parte tinha de 35 a 55 anos. Os resultados revelam o quanto a função pode afetar a saúde mental dos cuidadores.

De todos os entrevistados, 53% disseram ficar cansados com mais facilidade, tendo em vista que cuidar de familiares demanda bastante disponibilidade de tempo, seja no caso de dar assistência a um bebê doente ou a uma pessoa da terceira idade. Outro número, inclusive, aponta que 46% dos cuidadores não profissionais não conseguem ir ao médico para cuidar dos próprios problemas de saúde.

Os dados sobre os cuidadores foram divulgados em 26 de setembro durante o Congresso Todos Juntos Contra o Câncer, em São Paulo. O resultado mostra que 46% dos entrevistados cuidam de seus pais doentes. Além disso, esse público passa, em média, 24 horas por semana na função de tentar ajudar os familiares com problemas de saúde.

Pessoas entrevistadas via Federal brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, Grupar-EncontrAR, Instituto Oncoguia, Blogueiros da Saúde e Amigos Múltiplos pela Esclerose também foram consideradas para a avaliação.

A pesquisa também identificou que pelo menos 61% dos entrevistados reconhecem a necessidade de buscar auxílio para sua saúde mental em decorrência da função que desempenham.

Para auxiliar um parente com problemas de saúde é preciso estar preparado para as mais diferentes situações, entre elas está fazer um home care depois de cirurgias. Conheça mais sobre a importância dessa etapa depois de uma intervenção cirúrgica e continue acompanhando nosso blog para mais dicas sobre saúde.