Tecnologia

Software que une realidades virtual e aumentada permite cirurgias menos invasivas e mais seguras

15 de dezembro, 2021

Novas tecnologias adaptadas à saúde estão se tornando aliadas em cirurgias, permitindo intervenções menos invasivas e realizadas com mais segurança e confiabilidade. O Centro de Inovação e Educação em Saúde do Hospital Alemão Oswaldo Cruz criou um software que unifica o uso das realidades virtual e aumentada no planejamento do antes, durante e depois de uma cirurgia. Segundo o hospital, ao adotar o auxílio da tecnologia nestes procedimentos, estima-se uma redução de 30% no tempo médio de internação hospitalar.

De acordo com Kenneth Almeida, diretor-executivo de Inovação, Pesquisa e Educação, o intuito é, no futuro, disponibilizar a solução em escala e garantir ao paciente uma jornada cada vez mais rápida e segura dentro do ambiente hospitalar. “Com a realidade mista integrada ao centro cirúrgico, possibilitaremos à equipe médica realizar o seu planejamento em tempo real, no momento da cirurgia. Isso auxilia o cirurgião a executar melhor o procedimento, trazendo mais segurança para o paciente e contribuindo para a redução de insumos e para a ampliação da capacidade do centro cirúrgico”, explica.

O software utiliza as realidades virtual e aumentada com finalidades diferentes e complementares, que criam uma experiência unificada de planejamento e apoio para o cirurgião. Com a realidade aumentada, é possível recriar digitalmente e com mais precisão toda a anatomia do paciente e da área a ser tratada – registradas, primeiramente, em exames de tomografia e ressonância magnética.

Já a realidade virtual proporciona uma experiência de imersão em universo 3D com uso de óculos específicos. Dessa forma, é possível ter acesso digital aos órgãos do paciente, localizar e visualizar lesões, identificar órgãos adjacentes que podem estar afetados e definir qual a melhor abordagem cirúrgica.

Os comandos são feitos por voz ou movimentos das mãos, sem o uso de controles. Com a tecnologia de óculos de realidade aumentada, é possível visualizar e manusear hologramas sem interferir no campo de visão do cirurgião. Cardiologia, Oncologia, Trauma e Ortopedia são algumas das áreas nas quais é possível aplicar a tecnologia desenvolvida pelo Centro de Inovação e Educação em Saúde do Hospital.

Também está em fase de implantação o uso de inteligência artificial e processamento em nuvem para a realização de análises em tempo real e maior qualidade nas imagens que serão visualizadas pelos cirurgiões.

“Como consequência de todo o auxílio que a tecnologia promove ao cirurgião, a adoção da realidade mista possibilita, ainda, um melhor desfecho clínico, reduzindo as chances de complicações intra e pós-operatórias, além de diminuir, em média, 30% do tempo de internação hospitalar”, afirma o cirurgião cardiovascular do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dr. Rafael Otto Schneidewind. Outros benefícios seriam a redução do tempo de cirurgia, mais precisão e segurança durante os procedimentos e recuperação pós-operatória mais rápida.