Arquivo da tag: conforto

Como o conforto dos hospitais pode influenciar na recuperação do paciente

Ir ao hospital por si só já é uma situação que pode causar desconforto e angústia, ainda mais quando se está com algum problema de saúde. A falta de atendimento adequado e infraestrutura agravam ainda mais essa situação, influenciado na recuperação do paciente. Por isso, é importante que os hospitais deem mais atenção a essa área, para que os pacientes possam escolher as unidades que ofereçam mais conforto.

Arquitetura humanizada

Há diversos estudos nas áreas de Arquitetura e Design de Interiores focados em garantir o conforto dos hospitais. Esses estudos se intensificaram após a publicação do livro The Science of Place and Well-Being, escrito por Esther M. Sterberg que citou uma pesquisa da década de 80 que demonstrou que pacientes que mantinham contato com a natureza durante a internação se recuperaram mais rápido que os demais.

Hoje, é um consenso que para o bem-estar dos pacientes e seus familiares, os hospitais devem estar adequados a algumas dessas normas. Os hospitais de excelência, como os membros da Anahp – Associação Nacional de Hospitais Privados, já possuem essa preocupação com a arquitetura do local, que deve ser humanizada. Para conhecer os associados, acesse o site: www.anahp.com.br

De olho nisso, desde a concepção do projeto à disposição das salas e setores, como também a escolha da decoração, são requisitos essenciais para garantir mais conforto nos hospitais. Afinal de contas, quem nunca foi a um local e se sentiu mal por conta da luz forte, ou pela decoração sombria ou pela falta de decoração? Essas características se conectam com o psicológico do paciente e, por consequência, podem interferir em seu tratamento durante a internação.

Como o ambiente influencia na recuperação

O conforto dos hospitais passa por um projeto arquitetônico que foca no aspecto humano, ou seja, que traz a ideia de um ambiente acolhedor e familiar. Apesar dessas informações serem subjetivas, podendo variar de pessoa para pessoa, há alguns parâmetros e medidas que, em geral, podem contribuir para o conforto.

Em linhas gerais, ambientes frios, impessoais e com pouca cor trazem à tona totalmente o contrário do desejável: a pessoa não se sente bem e à vontade no local. Outros fatores que devem ser eliminados nos ambientes hospitalares são aqueles causadores do estresse: luminosidade excessiva, barulho, ar condicionado muito forte e falta de privacidade. O barulho é uma questão que também merece atenção, já que pode interferir na noite de sono do paciente durante a internação e na sua recuperação física.

Já ambientes espaçosos, iluminados por uma suave luz, se possível, natural, com a presença de objetos de decoração harmoniosos e plantas irão trazer a sensação de familiaridade e de calma. O que pode contribuir para a recuperação do paciente, que muitas vezes está fragilizado.

É importante também destacar que o fluxo de circulação deve ser intuitivo e inteligente. O paciente ao se sentir confortável para transitar no hospital, encontrando os serviços sem precisar pedir por ajuda, se sentirá mais integrado e acolhido durante aquele período.

O mobiliário também merece atenção. É desejável que se fuja dos tradicionais móveis brancos de hospital e, se possível, que se escolha algo moderno e com cores, que ainda sejam claras ou brancas, mas sejam suaves e combinadas com elementos decorativos.

Como hábitos no ambiente de trabalho podem melhorar sua postura e reduzir dores

A história é conhecida: muitas horas sentado em frente à tela do computador e logo as dores nas costas começam a surgir.  Na maioria dos casos, essa dor nas costas está relacionada à má postura, mas pode evoluir para uma doença mais séria.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde e IBGE, 18,5% da população têm alguma doença crônica na coluna como cifose, lordose, artrose, escoliose ou hérnia de disco. Por isso, é importante ficar de olho e tomar alguns cuidados durante o horário de trabalho para melhorar a postura e evitar complicações de saúde.

1 – Ajuste a cadeira e a tela do computador

É importante que a cadeira seja ergonômica, ou seja, tenha um encosto cuja forma e curvatura se adaptam ao corpo, protegendo a região lombar. Além disso, o assento também deve ser ajustável para que se adapte a altura do funcionário. Em relação ao computador, é importante que esteja na altura do olhos do indivíduo e com uma distância mínima de 30 cm.  

2 – Preste atenção à sua postura

Ao trabalhar em frente a uma mesa ou digitando no computador é importante manter as costas retas, apoiadas no encosto da cadeira, mantendo as pernas debaixo da mesa, evitando cruzá-las. Se necessário, utilize encostos para apoiar os pés e, assim, garantir que estejam confortavelmente retos e apoiados no chão, sem que estejam esticados.

Outra dica importante para prevenir a dor nas costas é evitar trabalhar com o tronco totalmente inclinado. Quando estamos trabalhando em uma mesa é natural que nos inclinemos para digitar ou pegar algo, mas com isso forçamos a lombar, podendo ocasionar possíveis problemas na coluna como a cifose.

3 – Alongue-se

Ao levantar,  antes de dormir e durante o expediente é importante alongar-se. Exercícios simples e rápidos podem ajudar a manter a saúde da coluna, como também evitar lesões musculares. O alongamento favorece a circulação sanguínea e ajuda a colocar a coluna na posição certa, evitando deformações. Por isso, sempre que possível alongue-se durante o expediente. Há diversos exercícios para as mãos, pernas e coluna que podem ser feitos de forma rápida e simples sem chamar atenção dos colegas.

Se sua empresa possui aulas de ginástica laboral, não deixe de fazê-las. Aproveite, também, para conversar com o profissional sobre suas dores e dificuldades. Ele poderá orientá-lo sobre possíveis exercícios que irão ajudá-lo na postura.

4 – Não fique parado

Além do alongamento, é muito importante que você se movimente. Subir e descer escadas, deixar o carro mais longe para caminhar mais e levantar mais para tomar água já são algumas atividades que poderão lhe ajudar bastante a melhorar a postura.

Já fora do local do trabalho, invista na prática de exercício físico. Não tem tempo? Vale até fazer exercícios rápidos em casa mesmo. Há diversos aplicativos para celular com séries de exercícios que podem ser feitos na própria residência. Com pequenas mudanças no dia a dia, é possível adicionar mais energia e qualidade de vida. Invista em você.

A dor persiste? Procure ajuda médica

Se a dor é intensa ou persistente, na dúvida, é importante procurar um médico ortopedista que irá examiná-lo e solicitará exames para ver como está a saúde da sua coluna. Não espere que a dor nas costas piore para procurar ajuda médica. Quanto antes o diagnóstico, melhor será o prognóstico e mais rápido será o controle da dor.