Arquivo da tag: médicos

Como hábitos no ambiente de trabalho podem melhorar sua postura e reduzir dores

A história é conhecida: muitas horas sentado em frente à tela do computador e logo as dores nas costas começam a surgir.  Na maioria dos casos, essa dor nas costas está relacionada à má postura, mas pode evoluir para uma doença mais séria.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde e IBGE, 18,5% da população têm alguma doença crônica na coluna como cifose, lordose, artrose, escoliose ou hérnia de disco. Por isso, é importante ficar de olho e tomar alguns cuidados durante o horário de trabalho para melhorar a postura e evitar complicações de saúde.

1 – Ajuste a cadeira e a tela do computador

É importante que a cadeira seja ergonômica, ou seja, tenha um encosto cuja forma e curvatura se adaptam ao corpo, protegendo a região lombar. Além disso, o assento também deve ser ajustável para que se adapte a altura do funcionário. Em relação ao computador, é importante que esteja na altura do olhos do indivíduo e com uma distância mínima de 30 cm.  

2 – Preste atenção à sua postura

Ao trabalhar em frente a uma mesa ou digitando no computador é importante manter as costas retas, apoiadas no encosto da cadeira, mantendo as pernas debaixo da mesa, evitando cruzá-las. Se necessário, utilize encostos para apoiar os pés e, assim, garantir que estejam confortavelmente retos e apoiados no chão, sem que estejam esticados.

Outra dica importante para prevenir a dor nas costas é evitar trabalhar com o tronco totalmente inclinado. Quando estamos trabalhando em uma mesa é natural que nos inclinemos para digitar ou pegar algo, mas com isso forçamos a lombar, podendo ocasionar possíveis problemas na coluna como a cifose.

3 – Alongue-se

Ao levantar,  antes de dormir e durante o expediente é importante alongar-se. Exercícios simples e rápidos podem ajudar a manter a saúde da coluna, como também evitar lesões musculares. O alongamento favorece a circulação sanguínea e ajuda a colocar a coluna na posição certa, evitando deformações. Por isso, sempre que possível alongue-se durante o expediente. Há diversos exercícios para as mãos, pernas e coluna que podem ser feitos de forma rápida e simples sem chamar atenção dos colegas.

Se sua empresa possui aulas de ginástica laboral, não deixe de fazê-las. Aproveite, também, para conversar com o profissional sobre suas dores e dificuldades. Ele poderá orientá-lo sobre possíveis exercícios que irão ajudá-lo na postura.

4 – Não fique parado

Além do alongamento, é muito importante que você se movimente. Subir e descer escadas, deixar o carro mais longe para caminhar mais e levantar mais para tomar água já são algumas atividades que poderão lhe ajudar bastante a melhorar a postura.

Já fora do local do trabalho, invista na prática de exercício físico. Não tem tempo? Vale até fazer exercícios rápidos em casa mesmo. Há diversos aplicativos para celular com séries de exercícios que podem ser feitos na própria residência. Com pequenas mudanças no dia a dia, é possível adicionar mais energia e qualidade de vida. Invista em você.

A dor persiste? Procure ajuda médica

Se a dor é intensa ou persistente, na dúvida, é importante procurar um médico ortopedista que irá examiná-lo e solicitará exames para ver como está a saúde da sua coluna. Não espere que a dor nas costas piore para procurar ajuda médica. Quanto antes o diagnóstico, melhor será o prognóstico e mais rápido será o controle da dor.

Como a tecnologia do prontuário eletrônico ajudou (e muito) na rotina de médicos, hospitais e pacientes

No Brasil, o uso do prontuário eletrônico foi regulamentado, em 2002, com características definidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Desde então, as unidades de saúde têm buscado implementar essa tecnologia, com o objetivo de melhorar os serviços oferecidos. Dos hospitais membros da Anahp (Associação Nacional de Hospitais Privados), 84% já possuem o serviço de prontuário eletrônico implantado. A chegada dessa tecnologia nos hospitais revolucionou a forma como os profissionais da área trabalham.

Mais organização e eficiência

As mudanças acontecem, principalmente, em termos de organização, eficiência e agilidade no atendimento ao paciente. Antes da utilização do prontuário eletrônico, os médicos precisavam registrar os dados de forma manual, em folhas de papel, o que aumentava as possibilidades de erro. Na era do papel, não era incomum existir dificuldade em compreender o que foi diagnosticado ou prescrito devido a uma letra ilegível ou por manchas no documento. E, sem a informação precisa, a saúde do paciente pode ser colocada em risco.

Com o prontuário eletrônico, todos os dados necessários para o atendimento estão disponíveis de maneira rápida e fácil, em apenas alguns cliques. Dessa forma, é possível diminuir o tempo de atendimento e fornecer um diagnóstico mais específico de acordo com o histórico médico do paciente.

Integração entre as áreas médicas

Outro benefício oferecido pelo uso do prontuário eletrônico é a integração de diversas áreas médicas. Afinal, as informações de todas as especialidades pelas quais aquele paciente passou estão organizadas e contidas em um único lugar, permitindo assim que os médicos conheçam profundamente o quadro clínico. Sem essa tecnologia, o serviço integrado das especialidades necessitava de uma logística maior, já que não é sempre possível ter todos os médicos necessários ao mesmo tempo na unidade hospitalar para a discussão do quadro clínico.

Exames e arquivos de imagem em um só lugar

Uma grande dificuldade ainda é a centralização de todas as informações sobre o paciente. Anexar arquivos, fotos e cópias de exames junto ao histórico de diagnósticos e tratamentos é uma das vantagens do uso do prontuário eletrônico. Assim, é possível formar uma linha do tempo, possibilitando uma visão global da saúde do paciente.

Mais segurança e sustentabilidade

A segurança na forma como os registros são mantidos também é um benefício da utilização do prontuário eletrônico. Os prontuários em papel muitas vezes acabavam passando de mão em mão até chegar ao médico que precisava daquela informação. Já com o sistema não há esse risco, pois todos os profissionais têm sua senha e cada função tem um nível de acesso permitido.

Além de facilitar o dia a dia dos profissionais da área da saúde, a implementação do prontuário eletrônico também auxilia na sustentabilidade do planeta. A tecnologia contribui com a diminuição drástica da quantidade de papel utilizado nas unidades de saúde.  O número menor de folhas utilizadas ainda garante um menor custo para as unidades de saúde com esse item, além da redução da necessidade de espaços físicos para o armazenamento desses arquivos nos hospitais.