Arquivo da tag: tabagismo

Dia Mundial sem Tabaco: seis em cada dez fumantes morrem pelas consequências do vício

Dia 31 de maio registra o Dia Mundial sem Tabaco, e os dados são alarmantes. Estima-se que no Brasil, cerca de 420 pessoas morram por dia devido à dependência da nicotina. De cada seis fumantes, dez perdem suas vidas por conta de problemas de saúde causados pelo vício. Os dados são do Inca (Instituto Nacional de Câncer), que reforça que 90% dos cânceres de pulmão são causados pelo tabaco fumado (como o cigarro).

Além de contribuir para o aumento da incidência de tumores, o tabagismo também é um importante gatilho para problemas como AVC (Acidente Vascular Cerebral) e doenças cardíacas.

Tabagismo é doença

Parar de fumar não é fácil e, por isso, não deve ser encarado apenas como um hábito nocivo à saúde.

O tabagismo é uma doença que causa dependência. Segundo os especialistas, quem busca aliviar no cigarro a ansiedade, depressão, tristeza ou estresse possui alto grau de dependência. Assim como aqueles que acordam e acendem um cigarro ou precisam fumar antes de iniciar qualquer atividade, como ler um simples e-mail.

Como tratar o vício 

A boa notícia é que como boa parte das doenças, o tabagismo tem cura. O mais importante é o indivíduo se conscientizar que precisa de ajuda e estar disposto a enfrentar as consequências de se livrar da dependência.

Quando só a força de vontade não é suficiente para largar o vício, o recomendado é buscar ajuda médica. O especialista vai indicar os remédios mais propícios para cada um e fazer o acompanhamento da situação.

Benefícios ao parar de fumar

O esforço vale a pena. Quem deixa de fumar, relata que nos primeiros dias já é possível sentir uma melhora significativa na qualidade de vida, como respirar sem dificuldade e até mesmo sentir sabores e cheiros que não eram possíveis antes.

Entre cinco e dez anos, estima-se também que o risco de sofrer um infarto se iguala ao de um não fumante. Sem contar que a chance de ter um câncer também diminui.

Que tal aproveitar o dia de hoje para começar uma nova fase na sua vida? No final das contas, você só tem a ganhar.

Dia Mundial de Combate ao Câncer: quais hábitos podem ajudar na prevenção da doença?

Com o objetivo de conscientizar e educar a população sobre a importância da prevenção do câncer, a União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), marcou 4 de fevereiro como o Dia Mundial de Combate ao Câncer. A data tem como propósito alertar que hábitos preventivos na rotina das pessoas podem evitar milhões de mortes todos os anos.

 

O Dia Mundial de Combate ao Câncer

Além da prevenção da doença, o Dia Mundial de Combate ao Câncer tem como meta informar que esse é um dos problemas de saúde mais incidentes no mundo. De acordo com dados a UICC e do Globocan 2018, são 18,1 milhões de novos casos e 9,6 milhões de mortes por ano.

Ainda segundo informações da UICC, o câncer é a segunda maior causa de morte no mundo, sendo a causa de 70% de todas as mortes por câncer ocorrem em países de baixa e média renda. A instituição ressalta também que 27% de todos os casos são associados com tabagismo e álcool, enquanto casos atribuídos a mutações genéticas hereditárias giram entre 5% e 10%.

 

O câncer no Brasil

No Brasil, são estimados para 2019, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de 600 mil novos casos da doença. Entre os cânceres com maior incidência entre os homens estão os de próstata, de traqueia, de brônquio e de pulmão, seguido de cólon e reto. Já entre as mulheres, os mais frequentes são os de mama, de cólon e reto e de colo do útero.

A tendência global ainda é de crescimento no número de casos de câncer, o que aumenta a importância de iniciativas como essas. De acordo com a OMS, uma a cada seis pessoas morrem no mundo em razão da doença e cerca de 18 milhões desenvolvem o câncer a cada ano, a maioria em países de baixa e média renda. A expectativa é que o número chegue a 21 milhões de pessoas, em 2030.

 

Prevenção do câncer

A UICC calcula que cerca de 3,7 milhões de vidas poderiam ser salvas anualmente com a implementação de medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento. O órgão afirma que, se houvesse um investimento maior em estratégias na prevenção do câncer, seria possível economizar 100 bilhões de dólares usados em tratamento de câncer.

“É importante destacar o impacto da educação e a prevenção junto a todos os tipos de cânceres, pois já está comprovada a redução de pelo menos 30% da incidência e mortalidade quando as ações são efetivas no sentido de prevenir ”, destaca Ricardo Antunes coordenador da área de Cirurgia Oncológica do Grupo Leforte e presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC).

Segundo o especialista, hábitos como alimentação saudável e a prática de atividades físicas, como caminhar, já são um bom começo, pois contribuem para evitar um fator de risco importante para o câncer: a obesidade.  Aliado a estas práticas, é preciso dar atenção aos exames preventivos de acordo com a faixa etária ou identificação de alguma alteração na saúde ou no corpo, como um pequeno nódulo.