Medicina

Entenda o que é a alopecia, doença que foi alvo de piada no Oscar

5 de abril, 2022

O tapa que o ator Will Smith deu no comediante Chris Rock diante das câmeras e em cima do palco da cerimônia do Oscar foi um dos temas mais comentados nas últimas semanas. A situação lançou holofotes também sobre a alopecia, condição com a qual vive a esposa de Smith, Jada Pinkett Smith, e que foi alvo de uma piada feita por Rock.

Alopecia é o nome geral de todas as doenças que causam queda de cabelos e de pelos em qualquer parte do corpo. Basicamente, as diferenças entre elas estão na causa e no padrão da queda. Para entender melhor como ocorre esse tipo de doença, as formas de tratamento e se é possível prevenir, o Saúde da Saúde entrevistou a dermatologista do Hospital Nove de Julho Caroline Semerdjian (no Instagram, @pergunteaodermatologista). Confira:

Quais as principais formas de alopecia?

As principais formas de alopecia são a androgenética, tipo mais comum de queda de cabelo com origem genética, e a areata, considerada uma doença autoimune, em que o próprio sistema imunológico, responsável pela defesa natural do organismo, ataca o corpo.

O que pode causar alopecia e quais são os tipos de tratamento disponíveis?

Entre as principais causas estão: genética, doença autoimune, inflamatória, infecciosa, nutricional, estresse, pós-parto ou cirurgia, anemia, química capilar etc. O tratamento pode ser feito com medicamentos tópicos e orais, dependendo da causa de alopecia, associados a procedimentos como laser, microagulhamento e transplante de fios.

Como deve proceder a pessoa que perceber uma perda acentuada de pelos/cabelos? 

O primeiro passo é procurar um médico dermatologista, que, incialmente, examinará os fios e couro cabeludo. Se for necessário, são solicitados exames de sangue e até biópsia. Em alguns casos específicos é possível reverter a queda tratando os causadores da alopecia. Porém, em casos genéticos (como calvície) ou problemas autoimunes, não há cura, somente controle.

Há alguma forma de prevenir o problema?

São importantes cuidados com alimentação, ter hábitos de vida saudáveis e, sobretudo, evitar o uso de químicas excessivas nos cabelos, como progressivas, chapinhas etc.

Além da questão estética, há outras consequências da alopecia para a saúde do paciente?

Sim, consequências na autoestima, psicológicas e, dependendo da causa, consequências para outros órgãos. Daí a necessidade de avaliação médica, pois queda de cabelos é algo que tem sido banalizado e tratado por qualquer pessoa – muitas vezes sem o mínimo conhecimento sobre as patologias relacionadas.